sábado, 21 de julho de 2018

O poder da mente e onde ele pode te levar

Meus amigos leitores deste blog, seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!!!

Como é de conhecimento de todos, convivo com pessoas de diversas camadas sociais e como gosto de observar as coisas sempre me pergunto: Qual o fator determinante para uma pessoa ter sucesso (pessoal, profissional, sexual) ?? Percebi que são muitas respostas, mas a mais fácil de identificar é que a mentalidade pode determinar o quanto de sucesso você terá.
Já foi discutido aqui em postagens anteriores que nossa mente tem muitos poderes, e com a excelente colaboração do nosso amigo GETSMART vimos que existe inclusive um documentário mostrando que a mente humana bem treinada consegue modificar moléculas de água. Se conseguimos modificar moléculas de água imaginem o que podemos fazer com nosso FUTURO???
Eu sou da opinião que você atrai para si o que mentaliza, se você acha que será um derrotado na vida, com certeza o será, se acha que nunca conseguirá uma mulher decente, infelizmente, não conseguirá. Mas e o contrário, se eu acho que serei um vencedor e um conquistador, atingirei isso apenas mentalizando?
E a resposta é : CLARO QUE NÃO. Porém, imaginem que vocês querem muito ser bem sucedidos, e acordem todos os dias buscando isso, na empresa se esforça ao máximo,desenvolve um bom marketing pessoal e network além de apresentar os melhores resultados, se veste bem e se porta com ética, destacando dos demais. Além disso você faz uma graduação em uma área interessante, se apresenta para o gestor da área na sua empresa, envia curriculum e ele resolve buscar quem é você na empresa, oferece fazer uma experiência  e você vai bem, continua esforçado e se destacando, pois você quer vencer na vida ter um bom emprego e boa renda.
Já na área sexual e conjugal você quer apenas sexo, então você acessa todos os aplicativos de paquera (tinder, badoo, happn), tira fotos legais em lugares diferentes, está apresentável pois pratica esportes, sabe conversar por que é uma pessoa descolada. Que fique claro, você não é muito bonito mas consegue se misturar na multidão sendo mediano. Em grupos você consegue conversar e manter um nível aceitável de diálogo, sabe dançar um forró pé de serra, então consegue chegar próximo a uma mulher com uma desculpa razoável em uma festa.
Agora imaginem o contrário: Você  tem um emprego razoável, mas imagina que nunca vencerá na vida então se atrasa, vai fedendo para o serviço e só trabalha quando o supervisor está no setor, além de ser um líder negativo. Já na área afetiva, você acredita que todas as mulheres só querem homens ricos, então você não sabe conversar, só sabe falar de Ciro Gomes ou Jair Bolsonaro (Não estou defendendo nenhum dos dois), criticar o feminismo e joga video game o tempo todo. Se masturba toda noite pensando em uma loira barbie ou morena cavalona.
Vocês perceberam com os exemplos acima a pessoa cavou o próprio buraco ou construiu uma base sólida para o que estava buscando? Aí entra o X da questão: Se você soubesse o poder que sua mente tem você poderia ser outra pessoa, poderia vencer na vida, porque ela (A MENTE) muda a variável mais importante e difícil de ser moldada VOCÊ.
Claro que devemos buscar algo plausível para o meio que estamos: Não mentalizo e busco ter uma ferrrari, ou namorar uma panicat e ter uma linda família com ela porque ainda estou muito aquém disso. Sempre almejei ter uma casa confortável, carro e moto razoáveis para me locomover, quando solteiro gostava de mulheres bonitas e cheirosas e me preparava para atingir isso. O simples ato de mentalizar não garante o sucesso, mas faz você tirar essa bunda gorda (ou não) do sofá e começar a agir.
Para aqueles que acham que o sucesso está reservado para famílias ricas apenas gostaria de pedir que vocês tentassem lembrar quantas pessoas de famílias com condições tiveram sucesso enquanto os irmãos não deram em nada na vida? A mesma estrutura familiar, as mesmas condições financeiras e resultado diferente porque? Por que não buscava nada, era um acomodado provavelmente.
Não sejamos hipócritas, quem nasce em família rica está a uma maratona na nossa frente, desde cedo está acostumado a um ambiente de sucesso, se prepara mentalmente para cursar uma boa faculdade, se alimenta melhor, o que o leva a ser mais bonito. Quem vem de família humilde como EU tem que se esforçar ao máximo para ser alguém na vida, além de mentalizar, colocar em prática e saber que por estar atrás tem que ser o melhor possível em tudo.
Ao invés de alimentar a inveja APRENDAM, busquem aprender com os acertos e erros das pessoas, para mim essa é uma excelente ferramenta de aprendizagem. Ao invés de ter inveja de quem venceu na vida, tente aprender com eles, vocês perceberão que além de dinheiro as pessoas bem sucedidas pensam de forma diferente. Gostaria de sugerir a leitura de dois livros: OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA e O HOMEM MAIS RICO DA BABILÔNIA. Os dois livros demonstram com clareza que você pode estar numa pior por ter uma mente derrotada ou de pobre.
Para finalizar meus amigos gostaria de afirmar que: O SOL É PARA TODOS, MAS A SOMBRA PARA POUCOS. Caso você queira usufruir do que a vida tem de melhor, mentalize e corra atrás.
Se fosse para resumir o post (que ficou longo) diria: A mente tem muito poder, mas sozinha não te leva a lugar algum, porém, se você mentalizar derrota irá encontrar com mais facilidade que imagina.
E vocês, o que acham do poder da mente?
Um abraço,
Investidor doméstico.







segunda-feira, 16 de julho de 2018

Montando seu orçamento- O MÉTODO DO INVESTIDOR DOMÉSTICO-

Meus queridos leitores, seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!
Tenho observado com preocupação alguns blogs que estão estimulando hábitos extremamente improdutivos. Não critico, mas me preocupo, pois alguns tem o alcance muito grande e podem estar contribuindo de forma negativa para o futuro de nossa nação e de nossa vida ( que já tem muita gente jogando contra). Um desses hábitos que tem sido difundido é o hábito de aproveitar o agora, pois segundo seus defensores se você não aproveitar agora pode não estar vivo para aproveitar amanhã ou ainda perdeu muito tempo a troco de nada.
Gostaria de deixar bem claro que não critico o estilo de vida de ninguém, e não acho que sou o dono da razão. Uma coisa que observo a tempos é que as pessoas que defendem não ser importante juntar/poupar dinheiro são aquelas que não o tem (dinheiro), então não entendo como essas pessoas falam que ter dinheiro em determinada idade não traz consigo felicidade, pois elas não tiveram dinheiro ontem, não tem hoje e não terão no futuro. Outra situação é que as mesmas pessoas que defendem essa visão afirmam que para juntar dinheiro você tem que viver uma vida extremamente frugal, quase que a pão e água e, novamente não entendo, pois essas pessoas sim não conseguem aproveitar quase nada que a vida tem de bom e, novamente, não tem dinheiro.
Baseado nas premissas acima, juntamente com minha experiência de vida e financeira gostaria de sugerir um método para montar/distribuir seu orçamento. Esse método se baseia em alguns pressupostos básicos fixos e algumas sugestões negociáveis e maleáveis.
Pressupostos FIXOS:
1- Os seus gastos devem ser menor ou igual a sua renda: O CORRETO é gastar menos do que ganha. Quanto? isso depende, mas via de regra você NUNCA deve gastar mais do que ganha, isso só deve ser feito em caso de doença.VEJAMOS:  o salário tem que ser menor ou igual ou maior que as dívidas, se isso estiver desbalanceado você deve ou aumentar a renda ou diminuir os gastos.
2- Você deve viver de acordo com a sua renda: Se você ganha 1.500 reais não justifica ter uma calça de 300 reais.
3- Você deve separar uma parte do seu orçamento para o lazer: Novamente este lazer deve ser condizente com sua renda, se você ganha os mesmos 1.500 reais, um cinema, um barzinho, um passeio é essencial para você manter sua disciplina.
Pressupostos MALEÁVEIS
Nesta parte como o próprio nome sugere depende de cada um. Partindo do princípio que você já segue os 3 passos acima; se você gasta menos que ganha; vive de acordo com sua renda e separa uma parte para o lazer tenho algumas sugestões, e elas devem ser maleáveis pois devem se adequar ao seu estilo de vida. Se você se preocupa muito com estética, uma parte do orçamento deve ser direcionada para isso: academia, roupas, tratamento estético. Se você se preocupa (assim como eu) com o futuro deve separar uma parte da renda para sua formação ( técnica e cultural), fazer um curso técnico ou profissionalizante, curso de inglês,faculdade ou especialização. Se você gosta de bugigangas eletrônicas ou qualquer outro hobby saudável como corridas, pescaria, pedal, deve separar uma parte para seu desejo (todo mês compro alguma coisa) . Se já estiver nesse nível é muito interessante investir uma parte do seu salário, de modo geral se você investir durante 100 meses uma determinada quantia terá o seu retorno EM JUROS após esse período mais o acréscimo dos juros compostos, EXPLICO: se você investir 500 reais a uma taxa de 1% durante 100 meses APÓS ESSE PERÍODO terá o rendimento de 500 reais  (na verdade um pouco mais por causa dos juros compostos) sem mecher no valor total, será um complemento em sua renda de 500 reais que pode ser usado para o que você quiser.
Eu poupo desde o meu primeiro salário, fiz faculdade que não uso em nada ( mas estimulo quem puder a estudar), sempre aproveitei a vida de acordo com o que podia e hoje desfruto de um conforto que nunca achei que iria ter. Vim de família pobre, então não me venha com essa de que o pobre sempre vai ser pobre, normalmente será por causa das escolhas na vida. Dito isso, o quanto antes você começar, mais rápido terá retorno e quanto mais procrastinar irá sofrer. O desenvolvimento deve vir em diversas áreas, se você poupa o dinheiro, se veste razoavelmente bem e melhora sua formação, um dia será reconhecido e irá melhorar a renda, proporcionando melhora em tudo que foi citado acima, gerando uma bola de neve do bem. Já se você ficar reclamando e gastando tudo que ganha, infelizmente será mais um velho sem nada que se faz de vítima e fala que dinheiro não traz felicidade. No fim não terá dinheiro e tão pouco será feliz.
É isso aí meus amigos, espero ter contribuído com alguém e gostaria de pedir sua opinião: o que achou de minhas sugestões para montar um orçamento???
Um abraço,

Investidor doméstico.




quarta-feira, 11 de julho de 2018

A importância de se vestir bem

Meus amigos leitores, seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!!

Vocês já perceberam a diferença de tratamento quando estamos bem vestidos e quando estamos fantasiados de mendigo? Eu mesmo tinha uma certa dificuldade, as vezes estava trabalhando na construção, surgia alguma demanda externa e..... Saía com a mesma roupa. Aconteceu uma vez de sair com o pedreiro para comprar material, ele trocou de roupa e eu fui com a mesma que estava trabalhando, ao chegar na loja para minha surpresa a atendente se dirigiu ao pedreiro ( que era meu empregado).
Ao passar por essa e outras situações percebi a importância de me vestir adequadamente para as situações , pois em nossas interações o primeiro sentido provocado é a VISÃO. Dependendo do modo de vestir ou postar podemos passar uma imagem adequada ou não, essa imagem pode e deve ser mudada aprofundando o contato, mas em algumas situações não teremos oportunidades para isso.
Imaginem que você está em uma festa ou balada, todos os homens estão vestidos com calça jeans, sapatenis ou sapato e camisa polo, uma  vestimenta que não é nada chique e inacessível para nós meros mortais. Agora imagine que você chega nessa festa com boné de aba reta, camisa de basquete e calça saruel ( ou calça de cagar em pé), ou então de terno e gravata. Não sei vocês mas ao imaginar os dois casos imagino uma pessoa totalmente deslocada, que deve ter algo de muito extraordinário para chamar a atenção de alguma mulher nessa festa.
A mesma coisa podemos imaginar em uma entrevista de emprego, você não precisa chamar a atenção, com uma vestimenta básica você consegue passar uma imagem de serenidade, sem excessos e tem a chance de demonstrar o porque de você ser o melhor para aquela vaga. Já empregado, mesmo que você use uniforme, cuide bem de seu uniforme, corte os cabelos e tenha uma apresentação pessoal adequada. Percebam que as roupas usadas pelas pessoas em nível de chefia normalmente são mais bem postadas, caem melhor ao corpo, isso não é exibicionismo ou metideza, mas vende uma imagem de sucesso e credibilidade.
Eu sou da opinião que o menos é mais, é mais fácil se misturar a manada do que chamar a atenção. Ao chamar a atenção temos que ter em mente que isso pode feito para o lado negativo ou positivo. Minha roupa básica é exatamente o que descrevi acima: Calça jeans, sapato ou sapatênis e camisa polo. Claro que tenho roupas mais descoladas e mais sociais, porém parto sempre do básico para não chamar a atenção.
Como sempre falamos nesse blog o homem moderno deve buscar se desenvolver sempre, para cobrir as lacunas que as pessoas medíocres abrem. Sinceramente, o mundo está carente de HOMENS, mas falo homens mesmo, não muleques que ficam choramingando que não conseguiram isso ou aquilo. Outro dia ao fim da greve dos caminhoneiros fui abastecer meu carro e na fila do posto estava conversando com dois motoristas de uber, um falava que a praça tava muito boa e outro falava que mal pagava as contas e era mal avaliado. Um estava vestido como eu indiquei, cabelos cortados e falava baixo, o outro estava com a barba mal feita, de boné e a camisa parecia ter saído da boca de uma vaca, além de falar cheio de gírias.  Antes de conhecer os dois eles passam uma impressão antagônica ( Contrária), mas ao render assunto percebi que são duas pessoas trabalhadoras, apenas com vestimentas adequadas.
Para finalizar voltamos ao carma que sempre buscamos combater: O POLITICAMENTE CORRETO. Fujam dessa armadilha moderna, não me venham com essa de que vocês tem que se aceitar e passem a se vestir como gente, principalmente em questões comerciais. Tem que ficar claro que nossa porta de entrada é a visão, se vestindo adequadamente ( Não precisa gastar muito) você tem mais chances de conquistar um cliente, uma vaga de emprego e arrastar aquela nega  que você busca. Claro que em momentos de lazer isso é mais flexível, se você quer andar como um rapper americano faça isso em momentos de diversão, tendo em mente que vestindo assim você passa a imagem de um rapper, e só irá atrair mulheres que gostam desse estilo.
É isso aí meus amigos, e vocês acham importante se vestir bem?
Um abraço,

Investidor doméstico.


A questão não é só física, a roupa pode mudar a forma das pessoas te enxergarem.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

INVESTINDO EM IMÓVEIS- A especialidade do investidor doméstico-

Meus queridos leitores, seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!!
Conforme mencionei anteriormente, pretendo alternar entre assuntos sobre finanças e assuntos do cotidiano, pois não vivemos apenas de dinheiro. Acredito que o propósito de um blog é acrescentar alguma coisa aos leitores, além da troca de experiência claro.

Partindo deste pressuposto, este artigo irá relatar minha saga de investimentos em imóveis, que é minha especialidade (cabe ressaltar que é minha especialidade, não que sou especialista). É muito interessante falar sobre imóveis, pois é um dos investimentos mais comuns em terras tupiniquins, quem nunca ouviu o bordão: QUEM COMPRA TERRA NÃO ERRA. A idéia inicial é falar sobre minhas experiências com imóveis e em artigos futuros iremos debater sobre os diversos tipos de investimentos em imóveis.
Bem, minha saga começou em 2007, quando comecei a trabalhar com 18 anos e até o fim de 2008 consegui poupar 10 mil reais. EM 2008 surgiu a oportunidade de comprar meio lote por 20 mil reais, peguei os outros 10 com minha mãe e comprei aquele meio lote. Em 2009 fui promovido, mudei de cidade e paguei os 10 mil a minha mãe (Se vocês querem progredir financeiramente paguem todas as suas dívidas). Nesse momento coloquei o meio lote a venda e o vendi por 40 mil reais, com o montante comprei uma casa e um lote na periferia de minha cidade em sociedade com minha mãe      ( ela acabou me doando esses bens). Em 2010 construí uma casa no 2 andar e aluguei o primeiro andar, até hoje desfruto do aluguel dessa casa.
Esse capítulo merece um parágrafo especial, pois com o aluguel, a renda do meu emprego e a renda complementar de um empreendimento do qual era sócio adquiri um outro lote no mesmo bairro, lote comercial e parti para a construção de lojas, primeiro construí a metade, as aluguei e com todas as rendas anteriores somadas aos aluguéis construí as restantes. Isso durou por volta de 4 anos até o meu casamento. Quando casei já tinha o lote, a casa e as lojas ( são de periferia então o aluguel é bem mais baixo do que vocês imaginam). A essa altura do campeonato abandonei o empreendimento e recebia de aluguel o mesmo que recebia de salário mas ainda devia prestações do imóvel e resolvi quitá-lo.
Com o lote pago comprei outro lote comercial em minha cidade natal, apesar de ser um excelente lote não foi um bom negócio, pois "empatei" muito dinheiro e ele já está parado a 3 anos, devo construir nele apenas daqui a 2 anos. Então será muito dinheiro parado durante 5 anos, mas o mal já está feito, pretendo construir nele e inclusive recebi propostas interessantes para venda, o que não me interessou.
Com 2 lotes, as lojas e a casa resolvi investi em conforto, comprei um apartamento espaçoso e bem localizado, mas nada muito chique. Fiz algo que financeiramente não é interessante, parti para o financiamento bancário, ou estupro bancário e já quitei 40% do valor do imóvel. Devo finalizar essa etapa em 3 anos e em razão disso praticamente abandonei a renda variável. Esse pode parecer um passo atrás, mas gostaria de lembrar que tenho renda passiva e um patrimônio razoável para a minha idade além de um emprego razoável também. Chega um momento, que para mim chegou cedo, em que você tem que investir no seu conforto e da sua família.
Interessante destacar que eu saí de NADA e estou aonde estou graças a vários fatores: 1° A ajuda de minha mãe foi substancial, eu reconheço isso e sou grato todos os dias de minha vida, 2° Algumas pessoas se beneficiaram da especulação imobiliária, e eu fui uma delas, pois obtive 100% no meio lote, utilizei o aporte do período mais o valor da venda para adquirir os outros 2 imóveis, 3° Eu utilizei os juros compostos a meu favor, pois inicialmente os alugéis foram TOTALMENTE revertidos em novas construções que geraram nova renda. 4° DISCIPLINA, sempre tive o hábito de poupar e investir, como sou de família humilde e de pouca instrução só sabia investir em imóveis, criei o hábito, estabeleci as metas e me mantive firme, 5° Balancear as coisas:  confesso que já vivi poupando extremamente, mas apenas durante 5 meses pois não vale a pena e o desgaste psicológico é muito grande, se eu fosse capaz de dar um conselho seria => não deixe de viver nem de poupar, pois um caminhando junto ao outro irão se potencializar, a partir  do momento que você colhe os frutos do seu esforço percebe que uma vida disciplinada vale e muito a pena.
Estou neste momento em minha humilde residência, bastante confortável mas sem luxos, tenho renda passiva dos aluguéis e estou com uma casa de aluguel desocupada. Ainda tenho o financiamento imobiliário, 2 lotes quitados sendo que em 1 pretendo construir em um futuro próximo, para gerar mais renda passiva. Lembrando meus amigos: O desenvolvimento nunca para, devemos sempre buscar progredir financeiramente e em outras áreas. Lembrem-se: QUEM DIZ QUE DINHEIRO NÃO TRÁS FELICIDADE NÃO TEM DINHEIRO E NÃO É FELIZ. 
É isso aí meus amigos, desculpem o textão mas é difícil resumir toda uma vida de investimentos, posteriormente iremos abordar os diversos tipos de investimentos em imóvel, espero ter contribuído em algo e gostaria de saber: E VOCÊS O QUE PENSAM DE INVESTIMENTOS EM IMÓVEL?
Um abraço,
Investidor doméstico. 


sexta-feira, 29 de junho de 2018

As pessoas bonitas são favorecidas?

Meus amigos, leitores deste blog, seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!
Gostaria que vocês fizessem uma análise: os chefes na sua empresa, empresários locais, a nata financeira de onde vocês moram são belos? (apesar de subjetividade, temos um padrão de beleza).
Esta postagem foi pensada em uma experiência vivenciada por mim: Outro dia fui a uma empresa resolver uma demanda, a atendente não foi capaz de resolvê-la e chamou a supervisora, que chamou alguém da gerência. Interessante notar que se colocarmos a atendente de perfil com as gestoras a diferença de beleza era gritante, da mesma forma que se colocarmos a atendente perfilada com uma senhora da limpeza também percebemos a diferença de beleza. Que fique bem claro: não estamos sendo preconceituosos, apenas divagando se o nível de beleza pode influenciar no cargo ocupado e o contrário também.
Como experiência pessoal convivo com pessoas de todos os níveis financeiros, desde paupérrimos a pessoas que ganham 20 mil reais por mês, desde moradores de periferia à moradores de classe média, e alguns classe média alta. E o que tenho observado: QUANTO MAIOR O PODER FINANCEIRO MAIOR A CHANCE DE SER UMA PESSOA BELA .
Mas, é interessante destacar que a  beleza natural é muito difícil de ser encontrada, o que mais temos é uma beleza construída, pessoas que tem alguns traços belos e o realçam, com um bom corpo, uma roupa que realça as qualidades e esconde os defeitos.
É muito difícil falar se alguém está em algum cargo porque é bonito ou é bonito por ocupar determinado carga. Acredito que é um círculo vicioso do bem ( O gordo entra em depressão e come, acaba engordando mais, aprofundando a depressão isso é um círculo vicioso do MAL), mas a pessoa sempre teve tudo do melhor, estuda nas melhores faculdades, faz uma entrevista, se destaca fisicamente e intelectualmente, consegue um cargo de direção, ganhando um bom salário e investe ainda mais na beleza, gerando um círculo.
Acredito,sinceramente, que se tivermos 2 pessoas disputando a mesma vaga, com as mesmas qualidades, o mais belo terá SIM vantagem em uma seleção, até por passar uma imagem de cuidado próprio e destaque pessoal, já viram como algumas mulheres parece que brilham entre as demais? No meu serviço temos uma piada: Se for para contratar alguém que seja bonito , pois o preço é o mesmo do feio ( desde que competente). Em qualquer lugar as atenções são voltadas para as pessoas belas.
Isso quer dizer que os feios não tem lugar no mercado de trabalho??? Claro que NÃO. Mas ele tem que sobressair em outras áreas, física, oratória, competência etc. Vocês já viram aquela mulher LINDA que parece uma mula mas sempre é promovida por que o chefe sempre fica rodeando achando que vai comer ( NORMALMENTE NÃO COME), ou então quando 2 pessoas disputam a mesma vaga e quem é promovido não é necessariamente mais competente? procure analisar pelo lado da beleza e competência.
Ciente disso acredito que a pessoa deve procurar cuidar da aparência, vestuário, oratória, saber se relacionar e entender que em determinadas situações o jogo está contra você,  deve portanto expor que o seu produto deve ser visto por outro enfoque: as vezes você tem cara de cortador de cana mas tem um corpo legal, se veste bem, é extrovertido. As vezes você não é belo mas tem presença.
Finalizando respondo a pergunta: SIM, as pessoas bonitas são favorecidas em vários ambientes, para concorrer com eles você deve se destacar em outras áreas e não aceitar isso é entregar-se ao politicamente correto,  desta forma em uma maratona você já começa a corrida com um saco de 5kg de arroz nas costas.
E vocês queridos leitores, acreditam que as pessoas bonitas são favorecidas?
Um abraço,

Investidor doméstico.


terça-feira, 26 de junho de 2018

Finanças para pessoas Normais - CUSTO DE OPORTUNIDADE -

Olá queridos amigos, vamos juntos rumo ao desenvolvimento pleno!!!!!

Como dito em uma postagem anterior, é interesse desse blog tratar de diversos temas, buscando estimular o desenvolvimento em diversas áreas, como financeiro, físico, intelectual e comportamental. Para não ficar repetitivo iremos discutir algo relacionado a finanças na terça e às sextas assuntos relacionado a comportamentos, qualidade de vida.
Entrando em nosso assunto da semana, vocês sabiam o que é custo de oportunidade e qual sua aplicação em finanças e na nossa vida???
O custo de oportunidade é o custo que teremos em renunciar a algo em prol de uma escolha. Imaginem que você compre 1000 ações de ITAUSA (que é uma excelente empresa), ao adquirir tal empresa você abre mão de todos outros produtos disponíveis no mercado (CDBs, LCIs, Tesouro Direto, Outras ações) para tê-lo em carteira, abre mão inclusive de viajar, comprar roupas, pagar uma prostituta, tudo isso para adquirir a empresa ITAUSA. Outro exemplo muito comum é a compra de um imóvel, ou você compra à vista ou à prazo, nessa compra você abre mão de todas as opções acima citadas para ter um imóvel para chamar de seu.
Conceitualmente percebemos que o custo de oportunidade pode também ser aplicado ao mundo "real", ou tangível. Toda vez que você se relaciona com alguma pessoa, seja apenas por amizade, buscando uma relação sexual ou amorosa você abre mão de inúmeras situações, inclusive do seu bem mais precioso: O tempo. Quando você come alguma gordice, como um hambúrguer, você abre mão do seu dinheiro, seu tempo e provavelmente da sua saúde em função de um prazer buscado no paladar.
Mas, após entendermos o conceito fica uma pergunta: Será que valeu a pena? E aí que mora a importância de sabermos que rotineiramente fazemos diversas avaliações para vivenciarmos algo, seja em uma aplicação financeira, em um relacionamento amoroso ou renunciando ao nosso tempo e dinheiro para frequentarmos a academia.
Financeiramente falando, é fácil avaliar o custo de oportunidade, via de regra uso a taxa SELIC que  é a taxa média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia  para títulos federais, o Tesouro Selic é um título público que o governo paga juros aos "emprestadores", extremamente conservador que garante um pequeno retorno real ( fica para uma próxima postagem).
Porém, felizmente o mundo não é só dinheiro, temos que ter conforto, qualidade de vida e aproveitar nosso tempo na terra ao máximo. Portanto, saber dosar as nuances que envolvem uma escolha, financeira ou não é X da questão. Cientes do custo de oportunidade que carrega cada escolha, vocês meus amigos leitores terão mais uma ferramenta para avaliação, e desenvolvimento pleno.
Para finalizar eu pergunto: Você procura pesar o custo de oportunidade nas suas escolhas? Está satisfeito com o resultado?
Um abraço, investidor doméstico.




sexta-feira, 22 de junho de 2018

Se fosse mulher, você se pegaria? - PRATICANDO A EMPATIA-

Meus amigo leitores deste humilde Blog, seguimos firmes em busca do desenvolvimento pleno!!!!
Interessante que o tema mulher é sempre muito buscado e discutido nos dias atuais ..... ahhhh a mulher, existe coisa melhor que uma coisinha quente, úmida e cheirosinha ???(Lembre-se que com ela vem de brinde uma mulher). Acredito que não. Muitas pessoas entram em depressão se afundando em seus quartos por que não conseguem conquistar aquela mulher dos sonhos,  mas por que será???
Para responder a pergunta acima gostaria de propor o seguinte exercício: Se  você fosse uma 8/10, e encontrasse com você na rua ou em uma festa, qual seria a chance da conquista nesse momento? Agora imaginem que ao invés de uma 8/10 você fosse uma 6/10, suas chances aumentaram? E para finalizar vamos pensar alto, sendo você uma 10/10 quais seriam suas chances? Lembrando que esta é uma avaliação que você mesmo está fazendo.
Em tal exercício nós buscamos treinar a EMPATIA. Segundo o Dr google EMPATIA É: "Capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo."
Ao praticar a empatia você entende qual o valor do seu produto ( no caso você é um produto) perante um cliente ( Mulher a ser conquistada), se perceber que o produto está aquém da cliente terá que utilizar diversas técnicas de venda e ainda corre o risco de ser rejeitado. Já se o produto é muito bom para a cliente a chance da conquista é maior, exigindo para tanto menos esforço para a venda. No fim não adianta sofrer, os relacionamentos se baseiam em interesse ( não necessariamente financeiro) e aquilo que você oferece NORMALMENTE é proporcional ao que você recebe.
Se você perceber o valor da empatia, fugirá de situações forçadas e constrangedoras, confesso que nunca tomei fora de uma 10/10, porque nunca tentei pegar uma. Percebendo isso também você tem chance de melhorar seu produto, lembremos que esse blog busca estimular o desenvolvimento em diversas áreas, físico, intelectual, financeiro.
Entendendo o seu real valor você irá atrair mais atenção no nível buscado, o processo da conquista pode ser comparado como uma profissão especializada, como mecânico, todas as conquistas levam a um aperfeiçoamento para as demais e tudo fica natural.
Sonhar é uma coisa, iludir-se é outra totalmente diferente. Todos temos os nossos sonhos e devemos buscar esses sonhos, casa, dinheiro, mulher ou mulheres. Iludir-se é pensar que esses sonhos se realizarão sem esforço, imaginem quantos Neymar vocês conhecem? Eu só conheço um. Acredito que  a ilusão da conquista sem esforço é uma das grandes causas de depressão nos tempos atuais, e nisso o politicamente correto contribui muito, toda vez que ouço alguém falando que o gordo tem direito de ser feliz, que  devemos nos amar e nos aceitar pois o amor verdadeiro está logo ali chega a me dar arrepio, só não dou minha opinião porque vivemos em uma ditadura do politicamente correto.
Pare de se iludir, você não vai pegar aquela 10/10 que tem muitos homens correndo atrás dela sendo um inútil que não cuida de si próprio. Portanto se qualifique, melhore seu corpo, saiba conversar e use roupas decentes ( não precisa ser caro), logo após, pratique a empatia e se a resposta for positiva é só ir ao ataque.
E vocês caros leitores, se fossem mulheres vocês se pegariam????
Um abraço,
Investidor doméstico.
Qual a chance desse cara pegar essa mulher??