quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Imóvel de aluguel não é investimento

Meus amigos Leitores deste Blog, Seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!!

Depois de algumas semanas sem dar o ar da graça estou de volta. Como disse na última postagem comecei a pegar pesado em uma obra junto com o pedreiro, o que me deixou muito cansado e logo após emendei com férias.... Justificativas feitas e aceitas  vamos nos ater um parágrafo na continuação da postagem anterior e um pouco das férias e logo após vamos para o título dessa postagem.
Como previsto de início tive um pouco de dificuldade com o serviço braçal mas consegui desenvolver de forma razoável o que me propus. Continuo com a mesma ideia: Executar a maioria dos serviços para economizar e para me aperfeiçoar também, já que a prática leva a perfeição. EU assentei cerâmica, instalei uma pia e troquei todas as tomadas e fechaduras do imóvel nesse período. Observei que no primeiro tinha que aprender o “macete” e depois ficava tudo mais natural. Como gosto de obra devo por a mão na massa: Isso irá melhorar minhas habilidades e CLARO QUE IREI ECONOMIZAR. Já nas férias fui para a roça, para a praia e descansei bastante, tive apenas um problema: Um vazamento no banheiro de um imóvel onde a inquilina reclamava de um lado e o pedreiro de outro ( cabe ressaltar que estava a 300 km de distância), dito isso vamos ao tema proposto.
Um imóvel pode ser usado para moradia ou aluguel, e por aparentar ser muito simples é muito explorado por pessoas sem muito conhecimento; conheço várias pessoas que são semianalfabetos e tem sua renda quase total com aluguel de imóveis. Alguns o enxergam como investimento mas eu tenho uma visão um pouco diferente: Eu vejo imóvel de aluguel como uma segunda atividade, bico, ou profissão secundária.
Vamos do início: O que é um investimento? EU vejo investimento como aquilo que te gera renda passiva, sem ter que trabalhar.  Exemplo de investimentos: Tesouro direto, fundos imobiliários, ações, CDBs. Agora vamos imaginar um imóvel alugado: Você tem que fazer manutenções, preocupar com documentações e ainda faço contato direto com o cliente na captação, recebimento e desligamento. Vocês consegue perceber que é quase um segundo emprego?
Mas eu posso delegar tudo isso? Claro que posso, com uma imobiliária que intermedia, empresa que dê manutenção e despachante para resolver questões burocráticas. O porém é que o lucro diminuirá MUITO ou talvez se torne inviável. Para nós pessoas humildes o máximo que podemos fazer é passar para uma imobiliária, que diminui o trabalho mas não isenta de manutenções necessárias. Eu vejo da mesma forma a criação de bois e empréstimo de dinheiro a juros ( a famosa agiotagem) que geram renda extra, mas exigem trabalho.
Uma forma de fazer imóveis de aluguel se tornarem investimentos são os fundos imobiliários, que são cotados em bolsa e uma empresa administra totalmente os imóveis e repassam para os cotistas os aluguéis, cobrando para isso uma pequena taxa. Como os fundos imobiliários são muito grandes os custos se diluem.
O fundo imobiliário pode ser de papel ou tijolo. O fundo de papel aplica em títulos atrelados a imóveis, como LCI e CRI. Já o fundo de tijolo é aquele que lida diretamente com imóveis físicos, onde os administradores compram um conjunto de lojas, shoppings, galpões e outros, os alugam e repassam ao cotistas os lucros ( Aluguel- gastos- dinheiro em caixa para emergências)
Gostaria de deixar bem claro que os imóveis de aluguel são uma excelente fonte de renda, mas acredito ser muito importante conhecer de manutenção de imóveis e burocracia, pois ajudam a diminuir os gastos e maximizar o lucro. Para quem não interessa por serviço braçal acredito que os fundos imobiliários são uma excelente alternativa, inclusive alguns apresentam um retorno melhor que imóveis físicos e menos dor de cabeça. Eu mesmo pretendo aumentar minha exposição em fundos imobiliários.
E vocês meus amigos, o que acham: Imóvel de aluguel é um investimento ou um segundo emprego?

Um abraço,
Investidor domestico.




2 comentários:

  1. Cara, eu tenho um imóvel de aluguel, que está localizado há mais de 2.000 Kms de onde moro e tenho pouca ou nenhuma preocupação com ele, justamente pelo assessoramento da imobiliária. Eu praticamente só vejo o dinheiro do aluguel entrando na conta todo mês. Logicamente que pode rolar imprevistos como vacância ou necessidade de reparo, mas a imobiliária agiliza tudo.

    Lógico que meu lucro poderia ser melhor se eu alugasse sem intermediários, porém, como você destacou, poderia chegar ao ponto de ser um segundo emprego, então pra mim compensa pagar a imobiliária.

    Ainda assim, no cômputo geral, acredito que há mais vantagens em investir no mercado financeiro do que comprar um imóvel para alugar.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Então ministro, até iria comentar isso no post, mas tenho muito problema com manutenção, pois tenho um imóvel muito antigo. Pretendo futuramente delegar muita coisa para uma imobiliária, antes tenho q regularizar muitas coisas.

    ResponderExcluir