sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Os perigos de fazer parte da matrix financeira

Meus amigos leitores deste blog, seguimos rumo ao desenvolvimento pleno!!!

O que mais se discute na finansfera são formas e formas de se tornar independente financeiramente: aplicando em ações, fundos imobiliários, imóveis, agiotagem e outros. Porém acredito que vivemos em uma "bolha aqui", digo bolha do bem, pois somos uma comunidade de pessoas superavitárias financeiramente. As vezes por questões de relacionamentos pessoais criamos um círculo de pessoas que nos fazem fugir um pouco da realidade, e cá entre nós uma boa dose de realidade faz bem para todo mundo!!!
Pensando nisso tenho adotado uma postura diferente com amigos de trabalho e parentes distantes: estou reclamando como todos e afirmando estar na mesma situação das pessoas, isso me poupou de discussões ácidas que não levam a lugar nenhum, além de abrir um novo horizonte ( estou descobrindo que o buraco é beeeeem mais em baixo que imaginava).
Diante do exposto gostaria de dividir com vocês uma situação que está ocorrendo no meu local de trabalho: Tem se tornado rotina o atraso do pagamento aqui, apesar de o salário não ter passado para o próximo mês ele tem sempre saído na parte final do mês. O que tem ocorrido é que a maioria dos colegas de trabalho ( mesmo aqueles com renda muito alta) aparentam estar na mesma situação, com contas atrasadas, aperto financeiro e situações delicadas, chegando ao ponto de ter que escolher qual conta a ser paga. Vi um cidadão afirmar aqui que faz 4 meses que não paga o cartão de crédito.
Como disse acima, eu não comento mais minha situação financeira, reclamo como todos e afirmo estar no mesmo aperto de todos, disse outro dia que não sabia como iria fazer ( o que foi repetido por uns 4).
Na verdade o que ocorre é o contrário, eu pago todas as contas em dia, antecipadamente e vou repondo à minha reserva de acordo com o pagamento. Claro que a renda que recebo dos aluguéis ajuda muito, mas eles foram frutos de um planejamento bem feito. Além disso estou aumentando o valor dessa reserva e devo abater mais um pouco do financiamento imobiliário (pretendo abater de 25 a 30% da dívida esse ano) além de trocar de carro ( O meu está com 6 anos e não gosto de gastar com manutenção, prefiro um novo popular que não me dê amolação).
Dito tudo isso gostaria de reafirmar que com toda certeza do mundo ( na minha opinião, é claro) é muito recompensador estar no azul nas finanças, pois me passa uma energia positiva e sensação de controle mesmo diante de Turbulências. Vejo o que as pessoas passam e fico com muita dó, mas infelizmente é fruto de uma vida desregrada e sem controle, muitas dessas pessoas não abandonam certos hábitos como viagens divididas, prestações a perder de vista ( Conheço um cara que divide a compra no supermercado e gasolina) e gastos sem lógica.
Isso não quer dizer que sou muquirana, pelo contrário, gasto muito só que com planejamento. Engraçado como o planejamento te leva longe, hoje tenho 14 camisas de marcas esportivas conhecidas e de muita qualidade que foram adquiridas ao longo do tempo e estão em excelente qualidade, uma casa confortável, carro e moto e um imóvel bem localizado, além de certos investimentos.
Não existe segredo: Tudo se resume em tempo X aporte. Que seja aportar em qualidade de vida, em finanças, em pequenos luxos. Se você faz as coisas aos poucos, planejando e buscando o melhor custo benefício dentro de suas possibilidades perceberá que uma vida planejada te dá mais frutos e menos stress do que o "aproveitar a vida" que as pessoas pregam mas que leva ao caos financeiro.

E vocês meus amigos, concordam que estar na matrix pode custar caro? O que tem feito para mudar essa situação? Como tem contornado as dificuldades?

Um abraço,
Investidor doméstico.

2 comentários:

  1. Fala Investindo na IF, tudo bem?
    la no meu trabalho, o pessoal gosta de ostentar !!
    O pessoal ganha bem até, porém quer morar em copacapabana, Ipanema , Barra da tijuca. Pra quem conhece o RJ, sabe que são lugares onde os alugueis são muito caro.
    Vivem financiando carro e acabam que não tem nada !!

    Também uso da mesma estratégia que você, finjo estar endividado também. hahaha

    Um abraço meu camarada...

    ResponderExcluir
  2. Olá, IF!

    Post pertinente diante do cenário atual, onde as pessoas parecem querer ser "mais" do que as outras até mesmo nos problemas! hahaha

    Eu, para evitar stress e "bate boca" acabo não entrando em certas conversas, pois problemas todos nós temos.

    Além disso, depois que "inventaram" essa palavra que odeio, ostentação, as pessoas perderem mesmo o pouco juízo que ainda tinham com as compras. Hoje o que vale é aparentar ter e não realmente ter.

    Abs!

    Papai dos Investimentos
    http://papaidosinvestimentos.wordpress.com

    ResponderExcluir